quinta-feira, outubro 13, 2005

O meu sonho de cores

No outro dia sonhei com um mundo assim
Acordei num quarto pintado de preto
Onde antes seria branco
Saí à rua e olhei um céu que era verde
Em que as nuvens pairavam com tons de negro
O sol... era todo ele vermelho
Entrei num carro roxo que devia ser branco
E dirigi-me a um porto azul,
Rolando sobre um asfalto violeta
Entrei num barco castanho
Naveguei por um mar encarnado
E voavam gaivotas multicolores
Via, ao longe, um arco-íris de tons cinzentos
Olhei-me num espelho
Vi uns olhos amarelos, num fundo incolor
Anoiteceu fluorescente
E as luzes eram da cor das rosas
As pessoas passeavam cor das laranjas
A noite era escura de azul
As estrelas brilhavam com mil cores
Só a Lua permacia branca
E soube, também, ser sempre cheia
E que bela era, fiquei horas a vê-la!
Adormeci
Acordei
Era num dia cinzento
Com chuva transparente
E eu era invisível

9 Comments:

Blogger dsign4us said...

o

12:22 da manhã  
Blogger dsign4us said...

"mostra-me apenas o teu lado lunar". - rui veloso

9:45 da manhã  
Blogger dsign4us said...

o . o . o . . . o . o o o .

9:46 da manhã  
Blogger dsign4us said...

o = lua

9:47 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Se eu n responder a ti.. quem responderá?

Mas k raio? esses 'o'??? Luas? parece mais miopia.. anda lá masé beber café.

Deves ter muito que fazer.. deves..

12:25 da manhã  
Blogger dsign4us said...

vais mostrar-me a tua face lunar? a uma miope? café para quando?

1:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hm... segunda? O meu lado lunar é demasiado longe para alguma vez xegar a ter sol para to poder mostrar..

Bonito n? Devo ter lido partes num sitio qualquer...

2:52 da tarde  
Blogger dsign4us said...

ok... mas há noite n preciso de luz p ver o teu lado lunar. ele tem brilho próprio.

"toda a alma, tem uma face negra, nem eu nem tu, fugimos à regra..."

3:31 da tarde  
Blogger Camilla Cardoso said...

Muito legal teu poema...
=*

4:03 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home