segunda-feira, agosto 22, 2005

E agora a vida começa

E agora a vida começa
Como se tivesse aprendido nada
Como se tudo o decidido fosse fútil
Como se, só agora, tivesse sido iluminado

Agora o preto é só preto
Agora o branco é só branco
E a sua mistura só um tom de cinzento

Cada som e só um som
Novo
Inexplorado
Nada até hoje foi sentido
E é tão bom nada saber
E tudo é tão novo e inesperado
E em tudo há um novo significado

Renascer
Voltar a viver
Observar
Aprender

Sentir
...uhmm...
Há novas sensações
E tão bom é senti-las novamente
Que liberdade!
Bem vindo de volta
Novo mundo, tão intensamente esperado

Obrigado vida!
És um espetáculo

1 Comments:

Anonymous Mirela said...

Olá!
Tava procurando um poema no google..e vim parar no seu blog!
Gostei mto do poema..!
Parabéns..passa no meu flog se der.. www.docesloucuras.flogbrasil.terra.com.br

Bjts

1:57 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home