quinta-feira, abril 05, 2007

hoje.

Hoje deu-me um aperto na garganta enquanto vinha a pé para a casa, de regresso do trabalho. Quando dei por mim, estava a soluçar no meio da calçada, e com uma vontade enorme de gritar. Gritar e correr.
gritar e correr..
correr.

Enxuguei as lágrimas, assoei o nariz, subi as escadas e aninhei-me na cama a dormir a sesta.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

saudaçoes vc nao me conhece,encontrei este site por acaso mas adorei o q vc escreveu,e me identifiquei tbm.parabens continue assim...grite se necessario...vlw

8:32 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home